ÚLTIMAS NOTÍCIAS - ANO JUBILAR 150

Arquivos Mensais: agosto 2016

DIA DE SÃO RAIMUNDO NONATO – 31 DE AGOSTO

No dia 31 de agosto de 1240 falecia o Santo Misericordioso quando se preparava para atender chamado do Papa. Leia Mais »

LITURGIA DIÁRIA – 31/08/2016

REFLEXÃO

Deus tem um grande projeto para a sua vida, vai encarar?

        Hoje, vamos dividir nossa reflexão em 3 momentos: uma tarde, uma noite e uma manhã com Jesus.

        À tarde, Jesus visitou a sogra de Simão, seu futuro discípulo, e a curou de uma febre alta. Logo após, ela se pôs a servi-lo. Essa passagem já virou até motivo de piada, quando falam que foi por isso que Pedro negou Jesus 3 vezes… Mas falando sério: a mensagem desse momento é muito “batida” e, apesar disso, pouco seguida… Quantas vezes Jesus nos curou, nos cura, e vai nos curar, mas nós não nos colocamos a servi-lo? A sogra de Simão o serviu do jeito que ela sabia e podia… não precisou fazer nada extraordinário… E nós? De que forma poderíamos servi-lo, agradá-lo?

        À noite, todos os que tinham pessoas acometidas pelos mais diversos males, as levaram para Jesus impor as mãos. Jesus curou todas. A notícia da cura da sogra de Simão se espalhou rápido pela cidade, e cada um queria aproveitar a presença de Jesus para levar alguém que estava precisando de algo. Para o povo daquele lugar seria maravilhoso ter Jesus morando ali! Ninguém mais ficaria doente por muito tempo! Jesus era como um médico novo em uma cidadezinha de interior… ou como um popstar visitando uma cidade grande… quem já presenciou uma situação assim, sabe do que eu estou falando. Imagino que Jesus deve ter ficado até altas horas da noite atendendo as pessoas, até alguém dizer: “Gente, tá bom, vamos deixar ele dormir também, não é? Ele é Filho de Deus…”

        Ao nascer do sol, Jesus saiu e foi para um lugar deserto. Foi refletir, orar… E não é difícil saber o que Ele pensou… É muito bom a pessoa ser bem acolhida, mas se Ele ficasse lá, a Boa Nova não chegaria às outras cidades, nem teria atravessado gerações até chegar a nós. As pessoas de lá, não queriam deixá-lo partir, mas Ele tinha que ir. Jesus tinha um grande projeto de vida, e não deixou que as comodidades o tirassem da sua missão. Assim, devemos aprender com Ele… Deus tem grandes planos para a nossa vida! Nos deu dons! Nos dá tudo o que pedimos, nos cura e nos livra de qualquer mal. Quantas vezes Ele ainda vai precisar nos curar para que nos coloquemos a servi-lo? Do nosso jeito, com nossas limitações… Até quando vamos continuar escolhendo o mais cômodo, e deixando de lado o grande projeto que Deus tem para a nossa vida?

        Por isso, ao raiar do sol… se coloque no seu deserto por alguns minutos, e reflita sobre o grande plano que Deus tem para você, mas que está ameaçado pela comodidade da vida… QUANTO MAIOR O INVESTIMENTO, MAIOR O RETORNO…

Jailson Ferreira

jailsonfisio@hotmail.com

Fonte: http://reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com.br/2007/09/reflexo-sobre-o-evangelho-do-dia-05-de.html

LITURGIA DIARIA_31 08 2016

22ª Semana Comum – Quarta-feira 31/08/2016

Primeira Leitura (1Cor 3,1-9)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

1Irmãos, não pude falar-vos como a pessoas espirituais. Tive de vos falar como a pessoas carnais, como a crianças na vida em Cristo. 2Pude oferecer-vos somente leite, não alimento sólido, pois ainda não éreis capazes de tomá-lo. E nem atualmente sois capazes de receber alimento sólido, 3visto que ainda sois carnais. As rivalidades e rixas que existem aí, no meio de vós, acaso não mostram que sois carnais e que procedeis de acordo com os impulsos naturais?

4Quando um declara: “Eu sou de Paulo”, e outro: “Eu sou de Apolo”, não estais procedendo como pessoas simplesmente naturais? 5Pois, que é Apolo? que é Paulo? Não passam de servidores, pelos quais chegastes à fé. E cada um deles exerce seu serviço segundo o dom recebido de Deus. 6Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é que fazia crescer. 7De modo que nem o que planta, nem o que rega são, propriamente, importantes. Quem é importante é aquele que faz crescer: Deus.

8Aquele que planta e aquele que rega formam uma unidade, mas cada um receberá o seu próprio salário, proporcional ao seu trabalho. 9Com efeito, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois lavoura de Deus, construção de Deus.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

 Responsório (Sl 32)

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens.

— Ele contempla do lugar onde reside e vê a todos os que habitam sobre a terra. Ele formou o coração de cada um e por todos os seus atos se interessa.

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o nosso coração se alegra nele, seu santo nome é nossa única esperança.

 Evangelho (Lc 4,38-44)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38Jesus saiu da sinagoga e entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta, e pediram a Jesus em favor dela. 39Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou. Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los.

40Ao pôr do sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus punha as mãos em cada um deles e os curava. 41De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: “Tu és o Filho de Deus”. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias.

42Ao raiar do dia, Jesus saiu e foi para um lugar deserto. As multidões o procuravam e, indo até ele, tentavam impedi-lo de as deixar. 43Mas Jesus disse: “Eu devo anunciar a Boa-Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado”. 44E pregava nas sinagogas da Judeia.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

LITURGIA DIÁRIA – 30/08/2016

REFLEXÃO

Este episódio da expulsão de um espírito impuro, narrado por Lucas, ocorre logo no início do ministério de Jesus. Ele passava o seu ensinamento às multidões, com sua ação amorosa e libertadora. É interessante o fato de que os primeiros atos de Jesus narrados por Lucas estejam ligados à expulsão dos demônios. Para os antigos, todos os males que afligiam as pessoas eram considerados obra de algum demônio, principalmente as doenças. Para conseguir a cura, era necessário expulsar o demônio. Jesus pode fazer isso porque venceu as tentações: abundância, poder, riqueza e prestigio, através das quais o diabo age, provocando os males do povo. Isso é o sinal concreto da chegada do Reino de Deus, que traz liberdade e vida para todos.

Cafarnaum é o centro da atividade de Jesus na Galileia, e aí Ele costuma ensinar na sinagoga no dia de sábado, que é o dia santo dos judeus. As pessoas se espantam com o seu ensinamento, porque Ele “fala com autoridade”. Que autoridade é essa? Certamente uma compreensão nova das Escrituras, aplicando diretamente o seu anúncio à uma prática de libertação concreta. Enquanto os doutores da Lei ficavam em especulações abstratas, Jesus vai direto ao que interessa ao povo: a Palavra de Deus como libertação concreta, interna e externa, dentro das situações em que o povo vive.

O primeiro milagre contado por Lucas é a expulsão de um demônio, indicando que, para libertar as pessoas primeiro é preciso expulsar o demônio. Quem é ele? É alguém que conhece Jesus, e sabe que Jesus é uma ameaça para seu império demoníaco. Ele chama Jesus de o “Santo de Deus”. Isto é, que Jesus, concebido por obra do Espírito Santo, é portador desse mesmo Espírito, capaz de vencer o domínio do espírito do mal. Para compreendermos bem o que isto significa, devemos nos lembrar de que a principal ação do demônio é alienar as pessoas, impedindo-as de pensar e agir por si mesmas. Tudo aquilo que aliena as pessoas é mau e demoníaco, e então compreendemos que as ideologias, as propagandas mentirosas, os sistemas, as estruturas opressoras são agentes do demônio, enganando e manipulando o povo. Quem seria esse demônio de hoje? Todos aqueles que tapeiam e manipulam o povo, para explorá-lo e oprimi-lo, a fim de conseguir vantagem. E esses agentes do demônio sabem muitos bem que Jesus é perigoso para eles, porque pode destruir o seu “negócio rentável”.

Entendemos, então, o espanto do povo e a fama de Jesus, que vai se espalhando pela redondeza. Jesus, com sua palavra e ação, vence os demônios que alienam o povo. Ele devolve ao povo a capacidade de ver, de pensar e agir por si, usando sua liberdade para conquistar a vida a que todos têm direito. O povo só é impedido disso por alguns que, demoniacamente, só pensam e buscam a própria abundância, poder, riqueza e prestigio, deixando todos os outros na miséria.

Quais são os demônios que hoje te deixam alienado, impedindo-te de ver, ouvir, falar e agir com liberdade, para descobrir e seguir o caminho da santidade? É justa uma lei que impede de curar? Em tua casa, bairro, cidade ou país existem leis assim? Quais são os demônios que provocam as doenças na tua casa e entre os teus familiares? Como esses demônios agem? Não te esqueça nunca: Jesus veio e Ele está presente ao teu lado, na tua casa e no teu coração para expulsá-los todos. Basta acreditar, confiar e saber esperar que Ele agirá!

Pai, faça-me forte para enfrentar e vencer as forças malignas que cruzam meu caminho, tentando afastar-me de Ti. Como Jesus, quero abalar e derrotar o poder do mal deste mundo.

Fonte: http://homilia.cancaonova.com/homilia/jesus-o-homem-que-liberta-lc-431-37/

LITURGIA DIARIA_30 08 2016

22ª Semana Comum – Terça-feira 30/08/2016

Primeira Leitura (1Cor 2,10b-16)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, 10bo Espírito esquadrinha tudo, mesmo as profundezas de Deus. 11Quem dentre os homens conhece o que se passa no homem senão o espírito do homem que está nele? Assim também, ninguém conhece o que existe em Deus, a não ser o Espírito de Deus. 12Nós não recebemos o espírito do mundo, mas recebemos o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos os dons da graça que Deus nos concedeu. 13Desses dons também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com a sabedoria aprendida do Espírito: assim, ajustamos uma linguagem espiritual às realidades espirituais.

14O homem psíquico – o que fica no nível de suas capacidades naturais – não aceita o que é do Espírito de Deus: pois isso lhe parece uma insensatez. Ele não é capaz de conhecer o que vem do Espírito, porque tudo isso só pode ser julgado com a ajuda do mesmo Espírito. 15Ao contrário, o homem espiritual – enriquecido com o dom do Espírito – julga tudo, mas ele mesmo não é julgado por ninguém. 16Com efeito, quem conheceu o pensamento do Senhor, de maneira a poder aconselhá-lo? Nós, porém, temos o pensamento de Cristo.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

 Responsório (Sl 144)

— É justo o Senhor em seus caminhos.

— É justo o Senhor em seus caminhos!

— Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

— Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.

— O Senhor é amor fiel em sua palavra, é santidade em toda obra que ele faz. Ele sustenta todo aquele que vacila e levanta todo aquele que tombou.

 Evangelho (Lc 4,31-37)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31Jesus desceu a Cafarnaum, cidade da Galileia, e aí ensinava-os aos sábados. 32As pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento, porque Jesus falava com autoridade. 33Na sinagoga, havia um homem possuído pelo espírito de um demônio impuro, que gritou em alta voz: 34“Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus!”

35Jesus o ameaçou, dizendo: “Cala-te, e sai dele!” Então o demônio lançou o homem no chão, saiu dele, e não lhe fez mal nenhum. 36O espanto se apossou de todos e eles comentavam entre si: “Que palavra é essa? Ele manda nos espíritos impuros, com autoridade e poder, e eles saem”. 37E a fama de Jesus se espalhava em todos os lugares da redondeza.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

FESTEJOS DIA 28 – NA SIMPLICIDADE DA CRIANÇA, UM EXEMPLO PARA O MUNDO

No terceiro dia de festejos, tivemos mais uma belíssima missa com a participação efetiva das crianças, que atuaram em diversos momentos da missa e foram orientadas pela Pastoral da Catequese. Depois, tivemos música ao vivo e nossas tradicionais barraquinha com comidas típicas.

Assim como está nas escrituras, também procuremos cumprir a palavra de Deus.

Lucas 18,15-17:

Traziam-Lhe até mesmo as criancinhas para que as tocasse; vendo isso, os discípulos as reprovavam. Jesus, porém chamou-as dizendo: “deixai as criancinhas virem a mim e não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo, aquele que não receber o Reino de Deus como uma criancinha, não entrará nele”.

LITURGIA DIÁRIA – 29/08/2016

REFLEXÃO

“João Batista veio com uma missão muito importante: preparar a vinda de Jesus. Era um profeta destemido. Assim como Jesus, ele não abria mão da justiça. E mesmo sabendo que isso poderia lhe custar a vida (como custou), não calou diante da imoralidade. Herodes casou com a mulher do próprio irmão por luxúria. E Herodíades se aproveitou da fraqueza de Herodes. Quantas Herodíades e quantos Herodes estão por aí, espalhados pelo mundo… Homens que ficam cegos, surdos e mudos de “paixão” diante de uma mulher… Mulheres maliciosas que se aproveitam das fraquezas dos homens, para conseguirem tudo o que querem… Todos nós percebemos quando isso acontece com alguém próximo a nós, mas como é difícil conseguir fazer com que as pessoas envolvidas abram os olhos…(…)

João Batista não viveu em vão, pois cumpriu a sua missão de anunciar alguém pelo qual ele não se dizia digno de amarrar a correia das sandálias. No entanto, Jesus disse que não houve um nascido de uma mulher que tenha sido tão grande como João Batista. A morte desse grande homem também não foi em vão, pois nos abre os olhos para algo que sempre foi muito presente no nosso mundo… pessoas que se deixam levar pelas paixões mundanas, e pessoas gananciosas, dispostas a matar para não perder suas regalias…

A lição para a nossa vida, hoje, é: não se deixar levar pelas paixões do mundo, não querer passar por cima de tudo e de todos para conseguir o que quer, e, por fim, não se calar perante as injustiças do mundo.

Jailson Ferreira

jailsonfisio@hotmail.com”

Fonte: http://reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com.br/2007/08/reflexo-sobre-o-evangelho-do-dia-29-de.html

LITURGIA DIARIA_29 08 2016

22ª Semana Comum – Segunda-feira 29/08/2016

Primeira Leitura (Jr 1,17-19)

Leitura do Livro do Profeta Jeremias.

Naqueles dias, a Palavra do Senhor foi-me dirigida: 17“Vamos, põe a roupa e o cinto, levanta-te e comunica-lhes tudo que eu te mandar dizer. Não tenhas medo, senão, eu te farei tremer na presença deles.

18Com efeito, eu te transformarei hoje numa cidade fortificada, numa coluna de ferro, num muro de bronze contra todo o mundo, frente aos reis de Judá e seus príncipes, aos sacerdotes e ao povo da terra; 19eles farão guerra contra ti, mas não prevalecerão, porque eu estou contigo para defender-te”, diz o Senhor.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

 Responsório (Sl 70)

— Minha boca anunciará vossa justiça!

— Minha boca anunciará vossa justiça!

— Eu procuro meu refúgio em vós, Senhor: que eu não seja envergonhado para sempre! Porque sois justo, defendei-me e libertai-me! Escutai a minha voz, vinde salvar-me!

— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Porque sois a minha força e meu amparo, o meu refúgio, proteção e segurança! Libertai-me, ó meu Deus, das mãos do ímpio.

— Porque sois, ó Senhor Deus, minha esperança, em vós confio desde a minha juventude! Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo.

— Minha boca anunciará todos os dias vossa justiça e vossas graças incontáveis. Vós me ensinastes desde a minha juventude, e até hoje canto as vossas maravilhas.

 Evangelho (Mc 6,17-29)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 17Herodes tinha mandado prender João, e colocá-lo acorrentado na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, mulher de seu irmão Filipe, com quem se tinha casado. 18João dizia a Herodes: “Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão”. 19Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia. 20Com efeito, Herodes tinha medo de João, pois sabia que ele era justo e santo, e por isso o protegia. Gostava de ouvi-lo, embora ficasse embaraçado quando o escutava.

21Finalmente, chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes, e ele fez um grande banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galileia. 22A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: “Pede-me o que quiseres e eu te darei”. 23E lhe jurou dizendo: “Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino”.

24Ela saiu e perguntou à mãe: “O que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. 25E, voltando depressa para junto do rei, pediu: “Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista”. 26O rei ficou muito triste, mas não pôde recusar. Ele tinha feito o juramento diante dos convidados. 27Imediatamente, o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, degolou-o na prisão, 28trouxe a cabeça num prato e a deu à moça. Ela a entregou à sua mãe. 29Ao saberem disso, os discípulos de João foram lá, levaram o cadáver e o sepultaram.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

FESTEJO DIA 27 – FAMÍLIA, MANIFESTAÇÃO DO AMOR MISERICORDIOSO DE DEUS

No segundo dia do novenário em honra de nosso padroeiro Sao Raimundo Nonato tivemos missa com novena às 19hs sob a responsabilidade da Pastoral da Família e ECC.

Em seguida a confraternização no pátio da igreja com barracas e leilão de prendas.
Fotos: Marreiro

LITURGIA DIÁRIA – 28/08/2016

REFLEXÃO

Amados(as) irmãis(ãs),

Jesus nos propõe no Evangelho de hoje uma mudança de postura que, se vista aos olhos do mundo, seria muito criticada e rejeitada: a postura de humildade. A simplicidade, a humildade e o altruísmo são sinais de sabedoria, mas para o mundo é considerada sinal de inferioridade ou de humilhação. A humildade e a generosidade testemunham aqui na terra a grandiosidade do Reino de Deus. Temos a (ousada) missão como cristãos de cultivarmos valores que parecem loucura diante dos homens, mas que é sabedoria diante de Deus. Deus se alegra quando nos vê tendo gestos concretos de amor e misericórdia para com o próximo.

Quando somos gratos a Deus somos levados naturalmente a tratarmos o próximo com generosidade, e tanto e quanto mais com aqueles que não nos podem retribuir. Uma pessoa humilde é uma pessoa grata a Deus e que reconhece que não importa tudo que ela tem, é tudo graça de Deus. A pesssoa humilde é equilibrada, madura, cheia da presença de Deus, porque ela não precisa de nada nem que ninguém prove a ela ou a alguém quem ela é, porque ela só tem uma necessidade: a paz e o amor no coração de quem sabe que quem tem Deus, tem tudo!

Louvado seja o Nosso Senhor Jesus Cristo!

LITURGIA DIARIA_28 08 2016

22º Domingo do Tempo Comum – 28/08/2016

Primeira Leitura (Eclo 3,19-21.30-31)

Leitura do Livro do Eclesiástico:

19Filho, realiza teus trabalhos com mansidão e serás amado mais do que um homem generoso. 20Na medida em que fores grande, deverás praticar a humildade, e assim encontrarás graça diante do Senhor. Muitos são altaneiros e ilustres, mas é aos humildes que ele revela seus mistérios. 21Pois grande é o poder do Senhor, mas ele é glorificado pelos humildes.

30Para o mal do orgulhoso não existe remédio, pois uma planta de pecado está enraizada nele, e ele não compreende.

31O homem inteligente reflete sobre as palavras dos sábios, e com ouvido atento deseja a sabedoria.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

 Responsório (Sl 67)

— Com carinho preparastes uma mesa para o pobre.

— Com carinho preparastes uma mesa para o pobre.

— Os justos se alegram na presença do Senhor,/ rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!/ Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome!/ O seu nome é Senhor: exultai diante dele!

— Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protetor:/ é assim o nosso Deus em sua santa habitação./ É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados,/ quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

— Derramastes lá do alto uma chuva generosa,/ e vossa terra, vossa herança, já cansada, renovastes;/ e ali vosso rebanho encontrou sua morada;/ com carinho preparastes essa terra para o pobre.

Segunda Leitura (Hb 12,18-19.22-24a)

Leitura da Carta aos Hebreus:

Irmãos: 18Vós não vos aproximastes de uma realidade palpável: “fogo ardente e escuridão, trevas e tempestade, 19som da trombeta e voz poderosa”, que os ouvintes suplicaram não continuasse.

22Mas vós vos aproximastes do monte Sião e da cidade do Deus vivo, a Jerusalém celeste; da reunião festiva de milhões de anjos; 23da assembleia dos primogênitos, cujos nomes estão escritos nos céus; de Deus, o juiz de todos; dos espíritos dos justos, que chegaram à perfeição; 24ade Jesus, mediador da nova aliança.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Anúncio do Evangelho (Lc 14,1.7-14)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

1Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. 7Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola:

8“Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: ‘Dá o lugar a ele’. Então tu ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar.

10Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. 11Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado”.

12E disse também a quem o tinha convidado: “Quando tu deres um almoço ou um jantar, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. 13Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. 14Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

FESTEJO DIA 26 – PELO BATISMO SOMOS TODOS MISSIONÁRIOS

A comunidade católica comemora mais um festejo em honra do santo padroeiro São Raimundo Nonato sob o tema principal: Sao Raimundo Nonato: O Homem Misericordioso.

Após hasteamento das bandeiras tivemos a novena seguida de confraternização com música ao vivo e diversas barracas de pratos típicos e outros.
Sob responsabilidade do Batismo e FMAPA, começamos mais um festejo.
Fotos: Marreiro

LITURGIA DIÁRIA – 27/08/2016

REFLEXÃO

Amados(as) irmãos(ãs),

Deus está sempre disposto a nos ajudar, a providenciar tudo que precisamos, seja para o nosso sustento, seja para a nossa felicidade. Deus se alegra quando o fraco busca nele força. Se alegra quando ele acredita em nós e retribuimos valorizando e trabalhando em nosso favor e em favor da construção do Seu Reino, já aqui na terra.

Interessante observar no Evangelho de hoje no versículo 15 o seguinte: “A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou.” Reparem, na parábola Jesus fala que foi dado a cada um de acordo com a sua capacidade. Deus nos capacita e nos dá talentos (dons) que muitas vezes enterramos por medo ou por preguiça de desenvolver. O comodismo é um perigo! Não se boicote! Mesmo que tenha alguém muito parecido com você não há outro de você no mundo! Sua missão aqui é única! Não enterre seus talentos, não se prive de crescer, de se desenvolver, de frutificar por medo dos desafios que a vida lhe impõe! Trabalhe em seu favor, retribua a Deus com os frutos dos dons que recebeu, sempre seja grato(a), faça o bem, semeie a paz! Quem desenvolve os talentos que recebe além de realização também colhe frutos de amor, perdão, amor e misericórdia e estes devem sempre ser plantados! Não esqueça: a cada um foi dado de acordo com sua capacidade, então se Deus que tudo sabe e tudo vê diz que você é capaz, por que você também não acredita nisso?

Louvado seja o Nosso Senhor Jesus Cristo!

LITURGIA DIARIA_ 27_08 2016

21ª Semana Comum – Sábado 27/08/2016

Primeira Leitura (1Cor 1,26-31)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

26Irmãos, considerai vós mesmos como fostes chamados por Deus. Pois entre vós não há muitos sábios de sabedoria humana nem muitos poderosos nem muitos nobres. 27Na verdade, Deus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios; Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte.

28Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, 29para que ninguém possa gloriar-se diante dele. 30É graças a ele que vós estais em Cristo Jesus, o qual se tornou para nós, da parte de Deus: sabedoria, justiça, santificação e libertação, 31para que, como está escrito, “quem se gloria, glorie-se no Senhor”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório (Sl 32)

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens.

— Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria.

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o nosso coração se alegra nele, seu santo nome é nossa única esperança.

 Evangelho (Mt 25,14-30)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: 14“Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens. 15A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou. 16O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.

17Do mesmo modo, o que havia recebido dois lucrou outros dois. 18Mas aquele que havia recebido um só saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão. 19Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar contas com os empregados. 20O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: ‘Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei’.21O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’ 22Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: ‘Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei’. 23O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’

24Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: ‘Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste. 25Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence’. 26O patrão lhe respondeu: ‘Servo mau e preguiçoso! Tu sabias que eu colho onde não plantei e que ceifo onde não semeei? 27Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros o que me pertence’.

28Em seguida, o patrão ordenou: ‘Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez! 29Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado. 30Quanto a este servo inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!’”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

Abertura Festejos de São Raimundo

Nesta sexta (26) aconteceu a abertura dos festejos de São Raimundo Nonato na Igreja matriz. O Tema dos festejos esse ano é ‘São Raimundo Nonato, o homem Misericordioso’ em alusão ao Ano da Misericórdia instituído pelo Papa Francisco em 2015.

A noite iniciou com uma apresentação da Banda da Polícia Militar e com a execução do Hino Nacional com o hasteamento das bandeiras do Vaticano, da Arquidiocese, do Brasil, do estado do Ceará e de São Raimundo.

Em seguida a celebração que teve como sub-tema ‘Pelo Batismo somos todos missionários’ , foi conduzida pelo Padre Francisco Antônio e co celebrada por Pe. Jacó. A liturgia ficou por conta da Pastoral do Batismo e pelo FAMAPA e ainda contou com uma representação de uma mensagem de São Raimundo. Ao fim, houve música ao vivo e comidas típicas nas barracas.

Tema Por Premium Wordpress